08
mar
09

non ducor, duco

não existe vitoria dividida

em toda relação,
há um grande,
há um pequeno.

papéis não declarados,
ainda assim claros.

o que guia,
outro que depende.

o que faz,
outro que vigia.

o que manda,
outro que segue.

como sair da armadilha de ser o outro?
como fugir do destino conduzido?

non ducor, duco.
0 vencedor é um só.

.

Anúncios

5 Responses to “non ducor, duco”


  1. 1 Marcia Godinho
    março 17, 2009 às 1:16 am

    … e a nossa eterna busca pelo equilíbrio…

  2. março 17, 2009 às 11:55 pm

    Dao,
    adorei o poema…
    te vi no twitter ontem falando do ‘novo’ blog, ai corri pra ver!
    To comecando um tambem… ainda esta em contrucao, em breve divulgarei!
    beijos!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


pedro:

  • Vou-me embora para Bahia, terra onde o mercúrio retrógrado não faz a menor diferença. 9 hours ago

colunas

www.pedrotourinho.me

Arquivos


%d blogueiros gostam disto: