Posts Tagged ‘videos

17
mar
09

redemption

somos racistas.

somos vítimas de estereótipos culturais históricos. somos vítimas de um preconceito inconsciente colocado e reforçado diariamente em nossas mentes. como o doente que não mais sente a própria perna, nós continuamos a nos ferir, exatamente por não sentir a dor.

disfarçado de boas intenções, camuflado em sorrisos amarelos, transformado e renomeado ‘preconceito social’. vitimas de um perigoso e injusto silogismo. brancos, amarelos, pardos ou negros temos a ilusão de um controle que não temos.

esta consciência, que por um lado parece nos redimir, na realidade aumenta ainda mais nossa responsabilidade em relação ao futuro. se “liberdade é conhecer os condões que nos manipulam”(spinoza), redenção é de alguma forma lutar contra eles.

“emancipate yourselves from mental slavery, none but ourselves can free our minds.”(marley)

a consciência do problema já está ai. a questão agora é: – o que vamos fazer com ela?

é a consciência com atitude que nos define.

[a sugestão deste vídeo veio do blog do zeca]

Anúncios
26
maio
08

somente ele

meu deus

o que será que ele vai dizer?

tanto trabalho….

é impossível alcançar a perfeição da obra escrita. um filme nunca será igual a imaginação do leitor.

disto todos nós sabíamos. principalmente ele.

mas cá estamos. meses depois.

centenas de pessoas mobilizadas, talvez milhares.

o melhor elenco possível. as melhores locações possíveis. o melhor corte possível.

(mesmo o melhor possível não pode alcançar a imaginação.)

sabia que jamais seria recebido como um filme qualquer. muito mais por ele do que por mim.

a primeira exibição foi uma surpresa. 5 min de aplausos. de pé.

mas neste momento, não me importa a opinião de mais ninguém.

não me importa o que diz a imprensa.

não me importa o que diz minha convicção.

somente ele.

meu deus

o que será que ele vai dizer?

aguardo com ansiedade a estréia de “blindness”, de meirelles e saramago.

em sua obra, saramago manobra elementos e idéias essenciais da nossa plataforma do real e cria uma realidade paralela muito próxima do nosso dia-a-dia.

no meio da rotina, nos tira da zona de conforto e nos tranforma. arte.

foi assim em “ensaio sobre a cegueira”, em “ensaio sobre a lucidez” quando numa eleição os votos nulos são maioria e a democracia é questionada as avessas, em “intermitências da morte” quando num determinado dia as pessoas de um país simplesmente param de morrer ou no “evangelho segundo jesus cristo”, quando coloca o filho de deus e o diabo num mesmo barco num dos diálogos mais insólitos que já tive o prazer de ler.

irônico que sua primeira obra a transformar-se em audio-visual seja exatamente o livro que nos mostra o não-ver. quando não se enxerga, como sabemos o que é real e o que é imaginação? a realidade é tão cruel quanto nossa visão sobre ela? ou é pior?

acompanhei a produção do filme no blog de fernando meirelles. os primeiros passos, as incertezas, os sucessos e as reflexões que ele passou por todo esse processo. ele foi muito generoso em nos deixar entrar em seu set de filmagens.

e talvez por isso, por saramago e por meirelles, não pude deixar de registrar aqui o momento em que os dois assistem ao filme pela primeira vez juntos. é o encontro do trabalho com a inspiração, do tensão de fernando com a emoção de josé.

.

12
dez
06

LOVE

LOVE

[Cirque du Soleil]

Ainda esse ano eu pego um avião para ver espetaculo.




colunas

www.pedrotourinho.me

Arquivos